17/07 Prefeitura recolhe cavalos abandonados nas ruas 17/07 Secretaria de Educação convida vereadores e apresenta balanço e projeções para 2018 17/07 Em dia de doação, Guaíba coleta 102 bolsas de sangue para Hemocentro 17/07 Prefeitura promove atividades especiais nas férias de julho 11/07 Secretaria de Assistência Social recebe capacitação para implantar a ID Jovem 11/07 Guaibenses aproveitam mais um fim de semana de atividades culturais 11/07 Alterações no trânsito em razão de obras da rotatória da Nestor de Moura Jardim 06/07 CAPS Álcool e Drogas tem capacidade de atendimento ampliada 04/07 Unidade móvel do Hemocentro estará em Guaíba na próxima terça-feira (4) 04/07 Saiba o que Guaíba ganha com o novo CT do Internacional 04/07 Posto da Primavera/São Jorge realiza dia extra de atendimentos 27/06 Prefeitura aprova projeto de CT do Internacional em Guaíba 27/06 Servidores e professores municipais iniciam curso de Libras 22/06 Prefeitura busca solução para evitar pontos de alagamentos 22/06 Clima de amizade marca abertura da 28ª edição dos Jogos Estudantis das Escolas Municipais 20/06 Prefeitura entrega mais de 300 itens para os Bombeiros 20/06 Prefeitura reduz fila de espera por exames de tomografia 20/06 Só Fumaça é o time campeão da Primeira Divisão de Futsal 08/06 Prefeitura de Guaíba antecipa parcela de 13º para servidores 08/06 28º Feira do Livro de Guaíba encerra com público total de 17 mil pessoas
ECB Sistemas Desenvolvimento Web
ECB Sistemas Desenvolvimento Web Publicidade
Notícias // 09/11/2012

Secretário Estadual de Saúde conhece obras da maternidade de Guaíba

O secretário estadual da Saúde, Ciro Simoni, esteve no final da tarde de terça-feira, 06 de novembro, em Guaíba para conhecer as obras da maternidade municipal, que é a primeira fase do futuro Hospital Regional. O prefeito Henrique Tavares, o vice Marcelo Maranata e a secretária da Saúde, Liliana Altmayer, acompanharam a visita ao local, cuja localização é bastante privilegiada e funcionará ao lado da Unidade de Pronto Atendimento (PA), que também está sendo toda revitalizada.

O secretário ficou impressionado com o tamanho da área e a capacidade prevista e garantiu o apoio do Estado à iniciativa. Conforme ele, é necessária uma solução rápida para esta questão do Hospital Regional.

O prefeito lembrou que o local anteriormente abrigava serviços da Secretaria Municipal de Saúde, e agora está sendo todo reestruturado e adaptado para ser um Hospital Regional. "A maternidade municipal é só a primeira etapa. Se fosse construir um prédio novo, precisaria do triplo do tempo e também dos recursos", disse. O vice-prefeito solicitou ainda o apoio do secretário para que os recursos, na ordem de R$ 9 milhões, conquistados na Consulta Popular 2011/2012, e de R$ 4,8 milhões, da consulta deste ano, sejam liberados pelo Estado. "É claro que o custo para construção do hopsital é muito maior, por isso precisamos do apoio do Estado e também do governo federal", falou Maranata.

A secretária Liliana informou que os recursos para a construção da maternidade já estão assegurados. O custo total da obra é de R$ 2,5 milhões, sendo parte proveniente do repasse da Consulta Popular (2003 a 2010) e de recursos próprios do município. Outros R$ 669 mil já estão disponíveis para aquisição dos equipamentos. Paralelamente às obras, serão realizadas as licitações para compra dos materiais. "A ideia é de que esses dois processos aconteçam simultaneamente", disse. Liliana informou também que o serviço está dentro do cronograma e a previsão de término entre fevereiro e março de 2013.

Maternidade Municipal

Com uma área de 1.713 metros quadrados, a maternidade terá capacidade para 31 leitos, 10 para pós operatório. Além disso, terá um centro obstétrico, um bloco cirúrgico, com 4 salas de cirurgia, internação pediátrica, clínica médica, sala de esterilização, lavanderia, cozinha hospitalar com sala de nutrição e dietética.

Complexo Municipal de Saúde

O prefeito Henrique Tavares disse que o Executivo está trabalhando no sentido de criar um grande complexo de saúde, com a real estrutura de um serviço regionalizado com hospital, maternidade, Unidade de Pronto Atendimento Porte II, policlínica para atendimento médico especializado e serviço de diagnóstico de imagem. Conforme ele, a UPA Porte II já tem garantido o projeto arquitetônico aprovado e os recursos financeiros para implantação da unidade. "A meta é iniciar a construção no início de 2013", disse. Tavares ressaltou ainda que, até janeiro, estarão finalizadas as obras das duas unidades de Estratégia de Saúde da Família (ESF), localizadas no São Francisco/Nova Guaíba e São Jorge/Primavera.

URL Curta:
Comente esta notícia:
Publicidade
TV Costa Doce

Móveis catarinense
Curta o Portal no Facebook
Publicidade
Guaiba Telecom